No final da aba "Planejamento" de seu objetivo, há o botão para alterar suas preferências de composição da carteira.

Nessa alteração você pode querer tanto que a nova composição seja efetivada o mais breve possível, quanto pode definir que os ativos já aplicados se mantenham como estão e novos depósitos façam com que a nova configuração seja definida.

Por isso, ao finalizar suas alterações a seguinte mensagem aparecerá:

O que ocorre em cada caso:

Opção A: "Sim alterar ativos atuais"
O sistema realizará as movimentações necessárias para efetivar as mudanças realizadas, ou seja, ocorrerão resgates seguidos de aplicações, fazendo que no final a carteira obedeça sua nova preferência.
Exemplo:
Sua carteira estava definida como 100% renda fixa e você a altera para 100% ações e escolhe a opção A. O que ocorre? O sistema resgata seus investimentos de renda fixa do objetivo e os aplica em ações. Esse processo é automático, inicia-se até um dia após a alteração e demora o necessário para que sejam efetivados os resgates e aplicações devidas.

Opção B: "Não, efetivar mudanças apenas com futuros aportes"
O sistema realizará efetivará as mudanças à medida que ocorrerem novos aportes. Seus investimentos já aplicados não sofrem alterações.
Exemplo:
Sua carteira estava definida como 50% renda fixa e 50% ações. Você altera para 70% renda fixa e 30% ações e escolhe a opção B. O que ocorre?
Nada com seus investimentos atuais. Quando você realizar novos depósitos eles serão alocados de forma que sua carteira como um todo obedeça a nova configuração definida.


Encontrou sua resposta?