Normalmente, quando pensamos em investir, a primeira coisa que vem à nossa mente é a possibilidade de perder dinheiro. Daí, optamos por guardar o dinheiro na poupança, que consideramos muito segura, mas que tem um rendimento muito pequeno. E se eu te dissesse que todos os investimentos em renda fixa da Monetus são garantidos pelo Tesouro Nacional ou pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), a mesma instituição que faz a garantia da caderneta de poupança? É verdade!

Renda fixa

Ao diversificar a carteira dos nossos clientes, temos dois tipos de investimento em renda fixa: títulos públicos e privados.
 
Os investimentos via o Fundo de Renda Fixa (Monetus FIRF) são diversificados entre títulos públicos e títulos privados. Os títulos privados (que podem ser por exemplo Letras Financeiras, debêntures...) são escolhidos considerando a rentabilidade entregada e o risco de crédito, sendo escolhidas sempre apenas instituições com excelente reputação e de boa saúde financeira. Os títulos públicos estão assegurados pelo Tesouro Nacional, sendo a aplicação de menor risco da economia.

Igualmente pequenos são os riscos dos investimentos em títulos privados (CDBs, LCIs e LCAs). Todos estes ativos de renda fixa estão cobertos pelo FGC. Essa cobertura é de R$ 250.000,00 por CPF e por instituição financeira, o que significa que, mesmo investindo um milhão de reais com a Monetus, seu patrimônio continuará protegido (poderão ser comprados títulos de 4 instituições financeiras diferentes, por exemplo, de forma que sejam distribuídos entre elas R$250mil cada, e assim todos terão cobertura do FGC).

Renda variável

Para o caso de renda variável, ou ações, utiliza-se uma metodologia fundamentalista para criar um fundo de ações ideal. Isso significa que nossos gestores identificam diversas empresas com potencial de crescimento, diversificando sua carteira de ações e diminuindo os riscos de perdas.

Encontrou sua resposta?